“Neste ciclo, os centros Marianos serão de importância espiritual e interna para as almas, porque ali encontrarão as Graças que tanto necessitam”.

Mensagem de Maria, Rosa da Paz, transmitida ao Vidente Frei Elias del Sagrado Corazón   de Jesús (12/02/2017)

O Centro Mariano do Menino Rei, importante ramificação da Comunidade – Luz Nova Terra, ativou seu novo ciclo de peregrinações. Isso aconteceu na região montanhosa de Teresópolis, no estado de Rio de Janeiro, Brasil, onde a comunidade está localizada.

A nova etapa foi ativada no dia 26 de outubro e já passou pelo segundo encontro, que foi realizado no dia 09 de novembro.

Almas peregrinas de procedências diferentes como Rio de Janeiro, Teresópolis (RJ) e Juiz de Fora (Minas Gerais) dentre as quais se encontravam crianças, jovens, adultos, idosos de diferentes gêneros e estratos sociais, configuraram um grupo interessante.

Assim, motivados pela difusão da Rede Luz Planetária de suas respectivas regiões que atuaram juntamente com a equipe do Centro Mariano, atenderam ao chamado e unidos, viveram sua experiência espiritual.

Um dia, uma rota, uma vivência

Uma procissão com a Mãe Divina, como eixo central, e muito iluminada marcou o início de cada encontro, tanto no dia 26 de outubro como no dia 09 de novembro; inspiradoras músicas acompanharam a caminhada que os conduziria ao local onde realizaram sua primeira rodada de meditação.

Guiados por monges da Ordem Graça Misericórdia conheceram o Centro Mariano – https://comunidadenovaterra.org/centro-mariano/.

A programação incluiu, também, a transmissão de vídeos informativos sobre a Comunidade-Luz Nova Terra.

E compartilhando o alimento físico (almoço) e o alimento espiritual (comunhão ecumênica) finalizaram “o dia que fez a diferença”, como falou emocionada, uma peregrina.

Desta maneira, o programa de um dia para cada grupo contemplou uma rota de muita simplicidade e grande oportunidade de encontrar-se com aspectos de seu próprio caminho interno.

O sentir dos peregrinos

“Estou muito feliz de ter vindo, gostei de tudo, tenho a certeza que estar aqui, neste dia, fez uma diferença em minha vida”. É Erica Bem, de 35 anos, de Teresópolis, quem compartilha este sentir e acrescenta: “A primeira de muitas vezes que virei, porque quero conhecer a comunidade; estou sentindo que isto é o que estava buscando”.

Cleide Moreira Rodriguez, 55 anos, do Rio de Janeiro, pertence ao grupo Casa Cristo do Bem e já esteve em outros “movimentos para este Centro Mariano”. Ela comenta com muita alegria: “sempre é um prazer vir aqui, sinto que regresso regenerada”.

Adrian da Silva Ferreira, 40 anos, do Rio de Janeiro e do grupo da Casa Cristo do Bem dessa cidade, esteve várias vezes no Centro Mariano e disse ter sido transformado. “Desde o primeiro dia que vim aqui, minha vida mudou, houve como um milagre”. “Estou saudável, feliz, alegre e seguirei vindo, porque aqui se vive o amor de verdade, sem promessas, com sinceridade”, finaliza.

Entre o grupo de Juiz de Fora (MG) estava Rogerio Almeida, 33 anos, que motivado por seu pai, aceitou sem expectativa alguma, mas apenas para agradá-lo, realizar a experiência. O que ele sentiu nesse “intenso dia” o resume em uma palavra – “Paz”. Gostei muito do tratamento de amor e respeito que se vive aqui e que foi dado a todo o grupo. Quero vir outro dia e conhecer mais da comunidade”, Concluiu.

 

Se você ou seu grupo querem ser parte desta vivência, comunique: https://comunidadenovaterra.org/centro-mariano/.

+55 24 99290-8432 whatsapp